Conteúdos para você

Tire todas as suas dúvidas sobre Imposto de Renda 2022 – Parte 2

 

Não importa se você já declara imposto de renda todos os anos ou se é um estreante neste processo: dúvidas sobre boas práticas e o que se deve ou não fazer ao declarar o Imposto de Renda sempre surgem. Este ano, o prazo para entrega da declaração vai de 7 de março até 31 de maio, e para te ajudar no preenchimento da sua declaração de Imposto de Renda 2022, reunimos aqui algumas dicas para você se organizar.

Na primeira parte do nosso guia, falamos sobre o que é o Imposto de Renda e quem deve fazer a declaração. Nesta segunda, vamos entender melhor quais são os principais cuidados ao preencher o Imposto de Renda 2022, o que deve ser declarado e mais detalhes sobre. Veja abaixo!

Mas lembre-se: as informações abaixo estão disponíveis apenas para que você compreenda um pouco melhor o processo de entrega do Imposto de Renda 2022. Caso tenha dúvidas, procure um contador ou outro profissional qualificado para te auxiliar.

 Cuidados na hora de preencher o Imposto de Renda 2022

Antes de começar o preenchimento do Imposto de Renda 2022, reúna todos os documentos, recibos de rendimento, de gastos e comprovantes, incluindo também as informações sobre seus dependentes. Ter todas essas informações em mãos diminui a probabilidade de que você esqueça de inserir algum dado, além de te ajudar a comprovar as informações da declaração, caso necessário.

Depois, você precisa baixar o programa que gera a declaração de Imposto de Renda 2022, disponível para download direto no site da Receita Federal. Também é possível preencher a declaração em outras plataformas, como tablets, celulares e até direto no site da Receita Federal.

O que deve ser declarado no Imposto de Renda 2022?

Uma vez que o objetivo do Imposto de Renda 2022 é avaliar a situação e vida financeira do cidadão, é necessário que inclua na declaração:

  • Rendimentos que você e seus dependentes tiveram ao longo do ano.
  • Bens e propriedades que somem mais de R$ 300 mil.
  • Investimentos.
  • Dívidas.
  • Indenizações.
  • Ganho de capital.
  • Doações feitas ou recebidas.

 

Também tenha muito cuidado ao preencher os campos: informar valores errados na declaração pode gerar uma enorme dor de cabeça, afinal, um dígito a mais, ou a menos, pode fazer muita diferença no valor a ser pago ou recebido. Assim, revise com calma e cuidado as informações que você inserir.

 Informações reais (e também as isentas de tributação) devem ser declaradas

Para quem tem imóveis, veículos ou outros bens, é preciso declará-los com o valor pago na aquisição deles, e não o atual de mercado. Além disso, é preciso declarar todos os rendimentos dos seus dependentes, caso você tenha, mesmo que eles sejam menores de 18 anos.

Outro ponto de atenção: cada pessoa só pode ser dependente em uma declaração. Ou seja, um filho só pode ser adicionado como dependente no imposto de renda de um dos pais.

 

 

 

 

Todos os posts

É zero tarifas, zero burocracia e zero
agência. O AgZero é 100% digital.
Abra a sua conta. É grátis e rapidinho.

Abra sua conta
Login Abra sua conta